Mais um jogador que defendeu o Atlético-GO será reforço no Cuiabá para 2022

O Atlético-GO vem fazendo uma reformulação no elenco para a temporada 2022. Um dos destinos dos jogadores que estão deixando o clube vem sendo o Cuiabá, que está se reformando bem para a próxima série A.

Após o atacante Andre Luís deixar o Dragão nesta semana para defender o Cuiabá, outro jogador deve ser reforço do clube, trata-se do lateral Igor Carius.

Atlético-GO

Igor Carius atuou em 44 partidas pelo Atlético-GO e fez dois gols pelo clube. O jogador não teria muitas oportunidades no elenco já que o Atlético-GO conta com Arthur Henrique e Jefferson.

Adson Batista fala sobre o planejamento do Atlético-GO para o Goianão 2022

O Atlético-GO está a menos de uma semane de começar sua preparação para o Campeonato Goiano de 2022. O Dragão faz sua estreia diante do RAC de Catalão no dia 26 de janeiro no Estádio Antônio Accioly.

A quipe planejou a reapresentação em dois grupos: Primeiro no dia 3 os atletas que chegam ao clube ou retornam após empréstimo se apresentam para exames médicos. Já no dia 5 os atletas que terminaram a temporada jogando se reapresentam.

O presidente do Atlético-GO Adson Batista falou sobre o planejamento e afirmou que quem estiver melhor fisicamente deve ser favorito para a estreia do time.

Nós vamos iniciar com o que tem de melhor fisicamente falando. Vai ter jogador que vai precisar de um pouco mais de tempo de recuperação, até porque não queremos correr o risco de lesões. Será muito bem planejado com os fisiologistas, preparador físico e departamento médico, para que só joguem os atletas que estiverem em bom nível físico. Vai depender de quem se cuidou mais nas férias e soube usar bem esse período de descanso sem perder o lado profissional”

Adson Batista

Adson ainda fez questão de descartar qualquer tipo de favoritismo no Goianão 2022, mesmo sendo a equipe com maior investimento do torneio.

É muito difícil falar sobre ser favorito porque o futebol é feito dentro de campo. É até um desrespeito com os adversários, precisamos entender que têm camisas fortes e que favoritismo se faz no campo. Vamos continuar sempre com o nosso perfil de respeitar o adversário, construir isso dentro de campo, mas com muito trabalho, dedicação e sem zona de conforto”