Atlético-GO faz 3 no Goiás e fica com título do Goianão 2022

O Atlético-GO enfrentou o Goiás pelo segundo jogo da final do Campeonato Goiano e venceu por 3 a 1 com gols de Marlon Freitas, Wellington Rato e Shaylon.

O resultado sacramentou a conquista do Dragão no Goianão 2022! Esmeraldino saiu na frente, mas Dragão reagiu no segundo tempo e fatura seu 16º título estadual.

No placar agregado da decisão, ficou 4 a 1 para o clube de Campinas, que celebra a taça justamente no dia em que completa 85 anos!

Este foi o 16º título do Atlético-GO no Goianão. O Dragão ultrapassa o Vila Nova, que tem 15, e se isola como segundo maior campeão da história.

Atlético-GO faz 3 no Goiás e fica com título do Goianão 2022

PRIMEIRO TEMPO

O jogo começou aberto, com os dois times buscando o ataque. Shaylon levou perigo aos 16 minutos numa cobrança de falta direto para o gol de Tadeu. Já o Goiás explorava as jogadas pelo lado direito em cima de Arthur Henrique do Atlético.

Élvis levantou buscando Nícolas na primeira trave e lá estava o atacante esmeraldino para cabecear certeiro. 1 x 0 Goiás, placar que levava a decisão até então para os pênaltis.

SEGUNDO TEMPO

Na volta para a última metade, apenas o técnico do Goiás, Glauber Ramos, foi quem optou por uma troca tirando Pedro Raul para colocar em seu lugar Albano. Mas quem surpreendeu foram os visitantes.

Com um minuto no relógio, Marlon Freitas, após receber passe de Shaylon, mandou uma bomba no ângulo sem chances para Tadeu. Tudo igual na Serrinha.

O tento empolgou o time de Umberto Louzer que, logo na sequência, virou o jogo. Aos 4, foi a vez de Wellington Rato, também após passe de Shaylon, saiu da marcação de Yan Souto para fazer 2 a 1 e colocar o Dragão em vantagem.

Shaylon, em um lindo gol, depois de driblar o goleiro Tadeu e, praticamente sem ângulo, chutou para fazer 3 a 1 na contagem.

FICHA DO JOGO

Goiás 1×3 Atlético-GO

Data e horário: 02/04/2022, às 16h30 (de Brasília)
​Local: Estádio da Serrinha, em Goiânia (GO)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA/SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA/SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)

Cartões Amarelos: Fellipe Bastos, 18’/1ºT; Léo Pereira, 25’/1ºT, Marlon Freitas, 2’/2ºT; Wanderson, 7’/2ºT

Gols: Nicolas, 30’/1ºT (1-0); Marlon Freitas, 1’/2ºT (1-1); Wellington Rato, 4’/2ºT (2-1); Shaylon, 21’/2ºT (3-1)

GOIÁS: Tadeu; Diego, Da Silva, Yan Souto e Danilo Barcelos; Auremir, Fellipe Bastos (Henrique Lordelo, aos 45’/2ºT) e Elvis; Apodi (Reginaldo, aos 39’/2ºT), Nicolas e Pedro Raul (Albano, no intervalo).
(Técnico: Glauber Ramos)

ATLÉTICO-GO: Luan Polli; Dudu (Luan Sales, aos 40’/2ºT), Wanderson, Edson e Arthur Henrique (Hayner, aos 31’/2ºT); Baralhas, Marlon Freitas, Rickson e Shaylon; Wellington Rato e Léo Pereira (Airton, aos 40’/2ºT).
(Técnico: Umberto Louzer)

MELHORES MOMENTOS